Começou o Campeonato mais disputado do Mundo, mas as expectativas das torcidas sobre ele na primeira rodada foi mínima. Com um calendário bizarro que faz o Campeonato começar em meio as principais decisões do primeiro semestre, 7 times dos 20 disputantes pouparam jogadores e a média de apenas 10 mil pessoas por jogo é inferior até do desconhecido Campeonato Russo. Vamos as primeiras impressões sobre o campo e bola.

Felipão quis se dar ao luxo de poupar os dois principais jogadores do elenco do Palmeiras: Marcos Assunção e Valdivia. Sem eles, o Palmeiras se torna um time bastante limitado e o empate contra a limitada Portuguesa dão certezas sobre esta afirmação.

O Sport mostrou que com a força da sua torcida, poderá escapar do rebaixamento. O confronto contra o Flamengo teve o maior público da rodada: 28 mil pagantes. O empate em 1×1 foi injusto, pois a equipe carioca- mesmo ficando um mês apenas treinando, não apresentou evolução nenhuma.

Figueirense e Náutico fizeram um confronto direto de times medianos onde o mando de campo faz a diferença. Em um jogo muito disputado, a equipe da casa conseguiu a vitória no último minuto da partida. O Náutico mostrou ter uma equipe brigadora, que assim como o Sport, poderá tirar pontos dos adversários em casa na luta contra o rebaixamento.

Botafogo e São Paulo fizeram o grande jogo da rodada! O Botafogo deu provas de sua irregularidade em mais uma vez conseguir fazer um grande jogo dentro de própia alternância dentro dos 90 minutos. O São Paulo chegou a estar vencendo por 2×1 e levou a virada para 4×2. A equipe paulista- apesar de ter um grande elenco, está longe de ser pronta e o Botafogo é capaz de tudo: grandes jogos e grandes decepções.

Corinthians e Fluminense podem ser a final da Taça Libertadores. Com elencos completos, teriam tudo para ser um dos grandes jogos do ano no Campeonato Brasileiro. Mas ambas as equipes- pensando na competição internacional, entram com times quase juniores em campo. Melhor para o Fluminense, que conseguiu vencer por 1×0 fora de casa. Pensando friamente: quantos times conseguirão tirar todos os pontos do confronto contra o Corinthians no Pacaembu? Lembrando que todas as rodadas têm o mesmo peso, o resultado foi mais que excelente para o Fluminense.

O Internacional conseguiu o que dele se esperava: grande atuação contra um desinteressado Coritiba- com cabeça nas quartas de finais da Copa do Brasil. O Inter não joga nenhum torneio em paralelo com o Campeonato Brasileiro e com seu forte elenco, pode ganhar “gordura” na tabela de classificação- assim como o Corinthians fez na conquista do título na última temporada.

Ponte e Atlético Mineiro fizeram um jogo chato, típico de um 0×0 enjoado de se ver. Porém, um gol estranho- uma cabeçada de fora da área no meio do gol, deu a primeira vitória para a equipe mineira na história fora de casa contra o adversário Paulista. Confiança elevada para a equipe Mineira, preocupação para a equipe campineira.

O Vasco conseguiu um grande resultado ao vencer o Grêmio. A equipe carioca poupou praticamente todos os jogadores no início do jogo e conseguiu vencer por 2×1. O Grêmio do técnico Vanderlei Luxemburgo teve uma atitude bastante contestada ao poupar alguns jogadores de seu elenco- sendo que a equipe só joga na próxima quinta-feira, em casa e podendo perder por até 1×0 para se classificar frente o Bahia. De fato, o time foi melhor no jogo- teve um gol mal anulado e um pênalti mal marcado, desperdiçado. Grande começo mais uma vez dos reservas cariocas, que mesmo envolvido em outra competição, conseguem sair pontuando.

Cruzeiro e Atlético Goianiense mostraram a igualdade das duas equipes neste momento, apesar da maior força do nome da equipe mineira. Apesar do jogo ter sido fraco tecnicamente, os times tiveram chances de vencer e o goleiro Roberto da equipe Atléticana agarrou muito bem. O Cruzeiro por vezes parece um time triste em campo, sem vibração. Celso Roth terá muito trabalho no clube. O empate em 0×0 acabou sendo justo.

Bahia e Santos fizeram um jogo de algumas certezas: O Bahia precisa de reforços urgentes para encarar os times de Primeira Divisão, mas pode se orgulhar de ter o melhor gramado do futebol brasileiro. A chuva que caiu durante toda semana no estado foi fora do comum e o gramado comportou-se de ótima maneira. O Santos atuou com o time reserva- totalmente desentrosado. Foi duro ver Gerson Magrão com a camisa 10 de Pelé, 10 de Giovanni, 10 de Ganso..

E vocês, concordam? Vamos aguardar a próxima rodada.

Leave a Reply